Portal de notícias do profissional de crédito.

Nova alta da Selic reforça atenção para certas linhas de crédito

NotíciasCRÉDITO

Nova alta da Selic reforça atenção para certas linhas de crédito

Rotativo do cartão de crédito e limite do cheque especial poucas vezes mereceram tanta cautela por parte do brasileiro, e também a busca de alternativas menos caras neste momento  

A facilidade de contar com recursos assim previamente aprovados e ao alcance de alguns cliques no aplicativo do banco - somada ao abalo emocional causado em muita gente pelo fato de estar no vermelho - têm sido pródiga em provocar mais estragos ainda no orçamento do brasileiro, sobretudo frente a uma Selic anual que ontem chegou a 12,75%.

Dado não menos preocupante é o aumento de 10% informado pelo Banco Central no ato de 'empurrar para o mês seguinte' a liquidação da fatura do cartão registrado entre janeiro e fevereiro últimos, num segmento alternativo onde os juros anuais já passam dos 355%.

Esta linha, aliás, em conjunto com o uso prolongado do cheque especial – cuja taxa anual já passa dos 132% - é tida como responsável por grande parte do incremento de 13,6%, também detectado pela autoridade monetária, no volume geral de crédito utilizado no período de 12 meses em todo o país.

Demais indicadores da economia mostram que o grosso disso tudo tem sido empregado nas compras de curto prazo, notadamente supermercado, moradia e demais contas de pagamento inadiável.

Num misto de análise financeira e aconselhamento que beira o apoio psicológico, economistas alertam para a necessidade de se manter o equilíbrio num momento tão complexo, até mesmo – como demonstra a história da nossa economia – pelos problemas atuais não serem eternos.

O primeiro passo a ser tomado, do ponto de vista técnico, é pesquisar entre bancos, fintechs e afins opções para substituir as linhas de crédito mais caras do mercado, perigosamente as preferidas, conforme demonstram as estatísticas do Bacen, isto é, cheque especial e cartão de crédito.

Dentre as opções menos onerosas, os especialistas recomendam crédito consignado, empréstimo pessoal e empréstimo com garantias, este último prestes a receber facilitadores no campo regulatório, como tempos divulgado aqui.

Mas sempre com muito cuidado, pois essas modalidades de endividamento requerem o pagamento na data correta, além de normalmente envolverem compromissos de longo prazo.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://infocredi360.com.br/

No Internet Connection