Portal de notícias do profissional de crédito.

Tecnologia está cada vez mais ativa como ferramenta de proteção às empresas de crédito

Conteúdos ExclusivosTECNOLOGIA

Tecnologia está cada vez mais ativa como ferramenta de proteção às empresas de crédito

Big Data e Inteligência Artificial são inseridos como meio tecnológico para sustentação no combate aos crimes de lavagem de dinheiro (PLD).  

As práticas para prevenção aos crimes de lavagem de dinheiro (PLD) estão chamando cada vez mais a atenção das empresas nos últimos tempos e a tecnologia tem sido cada vez mais aliada no processo das empresas de crédito como ferramenta de proteção.

O que vemos é um movimento de transformação ao que tange a segurança do negócio, por meio da implementação de tecnologias que asseguram uma melhor gestão financeira operacional, trazendo um maior controle em relação ao impacto dos riscos, além da identificação de oportunidades capaz de mudar a conjuntura da empresa.

Nesse contexto o Big Data e a Inteligência Artificial, por meio de aprendizagem de máquina, são inseridas como meio tecnológico para sustentação dessa transformação que o PLD está trazendo para as organizações.

Os crimes de lavagem de dinheiro, são considerados de ordem econômica, pois consistem no ato de ocultar ou dissimular a origem ilícita de bens ou valores que sejam frutos de crimes, conforme a Lei nº 9.613 de 1998.

"Quando paramos para analisar os casos de lavagem de dinheiro pelo mundo, vemos que os mecanismos utilizados são diversos. Aqui no Brasil acontece a mesma coisa. É impossível olhar para o mercado e imaginar um só padrão em relação aos mecanismos de lavagem de dinheiro. Por isso o cruzamento de informação utilizando tecnologias diversas é tão necessário", analisa Michel Varon, CEO do Vadu, empresa de inteligência para análise e automação de crédito.

De acordo com o executivo, essas informações diversas passam pelo monitoramento de abertura de contas, pós-crédito e toda a rotina processual de mercado. "É praticamente inviável fazer esse controle e monitoramento de forma 'manual', sem ter uma ferramenta tecnológica como apoio", disse Varon. "A Inteligência Artificial e o Big Data, além de aliados nesse processo, mudam o conceito do negócio, dando mais segurança e agilidade e, além disso, realçam os esforços para a garantia dos princípios éticos e legalidade das operações sob o aspecto da governança", completa.

Dessa forma, além de treinamentos que contribuam para que funcionários identifiquem operações suspeitas, a tecnologia tem sido uma grande aliada das empresas no que se diz respeito ao combate de tentativas de lavagem de dinheiro. Através de Inteligência Artificial, Big Data e automação, cruzam-se informações adquiridas nos milhões de cases existentes com políticas internas e milhares de informações, o que gera maior assertividade no combate à lavagem de dinheiro. 

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://infocredi360.com.br/

No Internet Connection